Pacientes

Zumbido pode estar relacionado à DTM? - por Dra. Cláudia Machado

O zumbido pode ser definido como a percepção de som na ausência de um estímulo sonoro externo, ou seja, uma sensação fantasma de som. O zumbido por si só é considerado um sintoma e não uma doença! ⠀

Zumbido, DTM e Cervicalgia são condições que podem estar associadas. Esta relação se explica pelas associações anatômicas e funcionais da região temporomandibular e cervical com o sistema auditivo. ⠀

No zumbido somatossensorial poderá haver sintomas como dores na região cervical, bruxismo, tensão muscular e outros. Neste tipo de zumbido existe uma tendência de apresentar barulho tipo apito (mas pode ocorrer também outros tipos de ruídos) e a sua percepção poderá flutuar de acordo com os períodos de sintomas de DTM. ⠀

Outros sintomas concomitantes como plenitude auricular (sensação de ouvido tampado), otalgia (dor de ouvido) e vertigem também poderão ocorrer. ⠀

Uma vez identificada a associação clínica do Zumbido Somatossensorial e da DTM, e excluídas outras causas por parte de um médico otorrinolaringologista, o tratamento odontológico deve seguir a fim de se controlar os sintomas da própria DTM. ⠀

Não há evidências científicas que comprovem a eficácia ou não do tratamento conservador para DTM sobre os sintomas otológicos. Assim o enfoque terapêutico deverá ser multidisciplinar com o objetivo principal de atingir a via auditiva e as disfunções musculoesqueléticas concomitantemente e dessa forma aumentar as chances de sucesso.⠀

Fonte: Michiels S, et al. Diagnostic Criteria for Somatosensory Tinnitus: A Delphi Process and Face-to-Face Meeting to Establish Consensus. Trends Hear. 2018 Jan-Dec;22:2331216518796403⠀

Autoria: Dra. Cláudia Machado
« Voltar